GRAVATA BORBOLETA, VOCÊ USARIA?

gravata-borboleta

Oi pessoal, o post de hoje é bem interessante e traz dicas muito boas a respeito deste acessório que está bem presente no dia a dia. A gravata talvez seja um dos itens no look masculino, mais antigos de que se tem notícias, sempre foi um símbolo de elegância e formalidade, mas se tornou uma peça usada em roupas casuais e formais. No Brasil é pouco usada, mas na Europa e Estados Unidos é um acessório bem comum. Mas qual a sua origem? Vamos ver mais sobre sua história.

A moda apontava que os romanos seriam os primeiros a usar, mas originou-se no Egito e na China, o imperador chinês Shih Huang Ti’s vestia um cachecol com nó em volta do pescoço, algo bem próximo da gravata de hoje. Os soldados croatas a serviço da França durante a guerra dos trinta anos, prendiam pedaços de tecidos ao pescoço com laços e servia como distintivo, sendo de materiais diferentes, para os soldados era um tecido rústico e para os superiores o material era algodão ou seda.

Quando a guerra terminou as gravatas permaneceram, o rei Luis XIV ordenou que seu alfaiate particular criasse uma peça semelhante a dos croatas e incorporou no trajes reais. Com o tempo as gravatas se dividiram em dois modelos principais: a gravata tradicional e a gravata borboleta.

gravata-2

Mas atualmente ela está em alta, mas como usar? Aqui vai algumas dicas:

  • Quem nunca usou uma gravata borboleta, deve dar preferência às mais discretas e sem detalhes;
  • Use com looks formais, existem composições com roupas casuais também;
  • A gravata borboleta é um clássico e combina com paletós e calças de veludos no inverno e ternos leves no verão;
  • Muitos preferem fazer seus próprios nós, mas existem opções com nós prontos para os iniciantes;
  • Com tempo de uso e devidamente acostumados, pode-se arriscar usar gravatas estampadas, com bolinhas, xadrez ou cores fortes;

como-fazer-no

Então depois de ler este post ficou com vontade de usar? Responde aí nos comentários, seguindo as dicas acima não tem erro! Obrigado a todos e até o próximo post…

Compartilhe este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *